Quarta-feira
22 de Maio de 2019 - 

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,08 4,08
EURO 4,55 4,55

Paz em Casa: Palestra em Três Lagoas debate violência doméstica

“Foi muito gratificante. Surpreendente a quantidade de pessoas e o interesse pelo assunto. Tivemos a presença até do Presidente da OAB, do Vice-Prefeito, do Diretor da UFMS. Foi melhor que esperávamos. No final, houve a recitação de cordel. Foi lindo!!!”. As palavras são da juíza Daniela Endrice Rizzo, da 3ª Vara Criminal, que junto com o defensor público Olavo Colli Jr. e a assistente social Sheila Regina Ferreira, proferiu a palestra “Violência Doméstica: Quebrando o Tabu”. O juiz Vinícius Pedrosa Santos foi o mediador.  O evento, realizado na noite desta segunda-feira (11), no anfiteatro da UFMS lotado, em Três Lagoas, fez parte das ações da 13ª Semana da Justiça pela Paz em Casa, em uma semana de esforço concentrado em todo o país visando conscientizar a população da necessidade de as mulheres vítimas de violência não se calarem, denunciando todo e qualquer tipo de agressão sofrida. Os palestrantes abordaram conceitos de violência doméstica, aumento de denúncias, medidas protetivas, Lei Maria da Penha, entre outros pontos importantes sobre a violência doméstica contra a mulher. Assim, quem prestigiou a palestra ficou informado sobre as estatísticas que mostram números alarmantes quando o assunto é violência doméstica como, por exemplo, no Brasil, 503 mulheres são vítimas de agressões a cada hora e são registrados cinco espancamentos a cada dois minutos. A palestra também desmistificou ditos populares como “em briga de marido e mulher ninguém mete a colher”, “lugar de mulher é na cozinha”, “mulher gosta de apanhar”, e mostrou como funciona o ciclo da violência doméstica e como a vítima deve proceder diante dos abusos, mostrando a quem ela pode recorrer. De acordo com o Observatório Nacional da Violência Contra a Mulher, o país registrou em 2016 4.635 mortes em decorrência de violência e 402.695 novos processos foram abertos na justiça brasileira. Na comarca de Três Lagoas, a 2ª e a 3ª Varas Criminais registraram aumentos expressivos nos números: de janeiro de 2017 a janeiro de 2018, 1.652 processos foram anexados no acervo processual da Lei Maria da Penha.
12/03/2019 (00:00)

Contate-nos

Diego Brito Advocacia & Consultoria

Rua Esso  334
-  Jardim América
 -  Campo Grande / MS
-  CEP: 79080-070
+55 (67) 3201-9742
Visitas no site:  119601
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.