Domingo
22 de Setembro de 2019 - 

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59

Caso Brunão: novo júri sai de pauta aguardando decisão do STF

Em despacho desta quarta-feira (4), o juiz Aluízio Pereira dos Santos, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, retirou de pauta o julgamento marcado para o dia 27 de setembro, até a análise de recurso extraordinário encaminhado ao Supremo Tribunal Federal. Trata-se da ação penal em que o réu C.L. de A., após recurso que anulou o seu primeiro julgamento, seria novamente levado a júri popular acusado pela morte de Jefferson Bruno Gomes Escobar, o "Brunão". O réu foi submetido a julgamento no dia 24 de novembro de 2017, sendo condenado à pena de 17 anos e 6 meses de reclusão e 11 dias-multa no regime fechado. A defesa recorreu e teve o recurso de embargos infringentes e de nulidade provido, determinando a realização de novo júri popular. Em virtude da anulação do primeiro julgamento, o Ministério Público Estadual recorreu, por meio de recurso especial e recurso extraordinário, sendo que o primeiro recurso teve seguimento negado. Já o recurso extraordinário foi admitido para processamento. Assim, como o recurso extraordinário ainda está pendente de julgamento pelo STF, o qual pretende justamente restabelecer a decisão do primeiro júri realizado, isto é, o julgamento no qual o Conselho de Sentença decidiu pela condenação de C.L. de A., o juiz determinou que o júri fosse retirado de pauta. “Portanto, prejudicial à análise do mérito quanto à realização de um novo júri. Posto isto, retiro de pauta o julgamento que estava marcado para o dia 27 de setembro de 2019, até a análise do recurso extraordinário pelo STF”.
05/09/2019 (00:00)

Contate-nos

Diego Brito Advocacia & Consultoria

Rua Esso  334
-  Jardim América
 -  Campo Grande / MS
-  CEP: 79080-070
+55 (67) 3201-9742
Visitas no site:  224948
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.